EU LÁ FUI !!!!!

EU  LÁ FUI !!!!!
Our communication channel is eulafui@gmail.com In case you would like to share histories, photos or information about a trip you have done or even get tips about any trip posted, don't hesitate and get in touch with us.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Patagônia e Terra do Fogo - Argentina

População: 40.091.359 hab
Capital = Buenos Aires
IDH = 0,797 (muito elevado)
Esperança de vida = 75,3 anos
PIB = 14.332 US$ / per capita
Moeda = peso argentino
Como faz parte do MERCOSUL, carteira de identidade para brasileiros, é suficiente para a viagem.
Buenos Aires é a porta de entrada mais comum de quem vem do Brasil. Desta vez nosso destino não era Baires (como é carinhosamente chamada pelos argentinos). A Argentina tem paisagens notáveis e era algumas delas que queríamos conhecer.
Fomos em outubro, primavera, época excelente para nossos propósitos.
Nosso voo de São Paulo chegou ao aeroporto internacional de Ezeiza a 35 Km do centro. Fomos de taxi para o Aeroparque Jorge Newbery que faz os voos regionais para embarcarmos em um voo para Trelew.

Patagônia Argentina:

A Península de Valdez fica a 1450 Km de B Aires. É Patrimônio Natural da Humanidade e serve de refúgio para vários animais.

Trelew: herança cultural gaulesa.
Nosso voo de Baires chegou de madrugada e fomos de transfer para Puerto Madryn.
Puerto Madryn: onde nos hospedamos. Conhecida como resort de verão, tem como principal função servir de base para a ecológica península de Valdés.






Península de Valdés: Uma das mais importantes reservas marinhas do planeta. Fica a 77 Km de Puerto Madryn e é considerado Parimônio Natural da Humanidade. É um refúgio para baleias franca, pinguins, lobos e leões marinhos.
Logo pela manhã saímos rumo à península de Valdés e nossa primeira parada foi um museu de biologia.


A seguir fomos para o local onde embarcações aguardam em terra os passageiros subirem. Depois com auxílio de um trator são levados ao mar.




As baleias francas se reproduzem entre julho e dezembro.




























Praias com leões marinhos





 Orcas esperando uma “bobeada” dos filhotes de leões marinhos para atacá-los.


Almoço
Pinguins na Península de Valdés





Indo para o sul:

Colônia de Pinguins: a maior colônia de pinguins de Magalhães do continente com mais de 1 milhão de aves fica aqui. Em novembro há muitos filhotes. Os pinguins são aves mergulhadoras que se reproduzem em terra e se alimentam no mar.

video























Punta Tombo: Saímos para avistar “toninhas”, espécie de golfinho preto. São muito rápidos e difíceis de fotografar.






Gaiman: povoado gaulês repleto de casas de chá.




Terra do Fogo
De Trelew fomos de avião para a Terra do Fogo – Recebeu este nome porque Magalhães e sua tripulação acenderam fogueiras quando cruzaram pela primeira vez o estreito que recebeu o seu nome.

O aeroporto internacional Malvinas Argentinas fica a 4 Km do centro da famosa cidade de Ushuaia, cidade mais austral do mundo - o “fim do mundo”. Tem ao fundo belas montanhas pontiagudas e serve de base para visitar o canal de Beagle com uma rica vida marinha.







Canal de Beagle




























Ferrocarril Austral Fueguino
Em 1896 estabeleceu-se ali uma colônia penal fechada por Perón em 1947.





O trem do fim do mundo faz uma parada na estação Macarena, local onde  em 1869 o reverendo Stirling fundou uma missão anglicana entre os Yámanas (povo localizado no local mais austral do mundo). Quer dizer "povo". Eram caçadores nômades e navegavam em busca de alimento. Alimentavam-se de lobos marinhos, moluscos, mexilhões e fungos.









e depois seguimos à pé  pelos caminhos do mirador Lapataia e Turbal, pelos bosques de lengas (que crescem do nível do mar até a altitude de 600 m) e perdem suas folhas no inverno.












De volta para a Patagônia Argentina

De Ushuaia voamos para El Calafate. O aeroporto internacional de El Calafate fica a 15 Km do centro da cidade. Uma vez lá, pode-se hospedar na cidade ou um pouco afastado, em frente ao lago com icebergs, por exemplo.



El Calafate é o ponto de partida para visitar o Parque Nacional dos Glaciares. Os setores do parque mais procurados são Fitz Roy e o glaciar Perito Moreno.
É de Porto Bandeira, a 47 Km de El Calafate, que se pega o barco para visitar o Glaciar Perito Moreno, que é Patrimônio Natural da Humanidade. Tem 50 Km de extensão e 80 m de altura.
Vista de dentro do barco



O guia nos falou sobre os glaciares

Treking no glaciar com sapatos especiais





* que frio!!!!!




















 Para terminar este passeio, nada como wiskizinho com gelo milenar!!!!




Vista frontal e lateral do Glaciar Perito Moreno








Depois fomos navegar pelo braço norte do lago e conhecer o glaciar Upsala, Spegazzini r a Bahia Onelli com seu bosque de lengas.

Bahia Onelli








Spegazzini


Upsala: é o maior deles com 60 Km de extensão.




Navegação pelo lago com seus icebergs








Nenhum comentário:

Postar um comentário